Macgregor Vs Diaz: Uma aula sobre a Globo

 

McGregor-vs.-Diaz-640x376

FOTO: Weeb

Há tempos conversava com um grupo de militância acerca do jornalismo televisivo e o estranho fenômeno explícito no fato da Rede Globo ter a capacidade que tem de formar opinião, mesmo sendo muitas das vezes de forma controversa, acerca de tudo. Um dos envolvidos na conversa, com mais idade que nós colocou um exemplo que achei ser o melhor que já ouvi até hoje sobre este tema:

– Olha, a única questão que coloca a Globo onde ela está é o fato dela sempre ter feito questão de agregar tudo o que é de melhor em termos de arte e opinião para si própria, como um monopólio!!

Pois bem, não sou um adepto do tipo “vibrador” acerca do UFC, mas admiro a prática como todo tipo de esporte. Tenho andado tão absorto em meus afazeres que esqueci completamente a luta entre o falastrão irlandês Conor Macgregor e o americano Nate Diaz. Somente no outro dia assisti o duelo completo via internet pelo YouTube, a gravação fornecida pela transmissão da Globo. É impossível traçar uma avaliação técnica de quaisquer combates não sendo um praticante de artes marciais, e isso é um ponto, no entanto, é evidente como a emissora se colocou o tempo todo a favor do irlandês. A coisa era tão gritante que nem uma rede de TV compatriota de Macgregor talvez realizasse tal feito de forma tão ufanista e pretensiosa. Nate Diaz parecia ser ali um relés saco de pancadas, e dizer que “o céu era o limite” para o detentor do cinturão dos penas pelo apresentador era como se fosse profetizar a futura unificação de todas as categorias do UFC para Conor. A única coisa que não esperavam era a zebra.

Não sei se minha leitura de vida é tão ampla quanto a de outros (e provavelmente não é tanto) mas percebo que algumas pessoas não esperam muita coisa acerca de fatos que parecem incontestáveis ou que veículos midiáticos tornam como tal. Quem não concorda que o PT atualmente encontra-se respirando por aparelhos na UTI sucateada que se tornou a política brasileira? Isso é um fato verdadeiro e digno de uma análise minuciosa e se possível menos pautada pelo senso comum e “rádios corredores da vida”, mas alguém tem dúvidas de que se a Globo tocar com sua varinha de condão nas entranhas de um “moribundo PT” não faz até o Lula virar o santo que sempre foi para muitos novamente? Não esqueçam que o poder mágico do “Plin-Plin” fez até Ditadura parecer governo sério, fez policiais e bombeiros parecerem marginais, assim como faz militante ser “meliante”, e um Senador envolvido em toda estirpe de escândalos parecer um salvador da pátria.

Muita coisa nessa vida é difícil de engolir. Descem mal, arranhando e se por acaso a digestão for realizada o produto final é tão fétido quanto latrina de Boteco em fim de noite, mas pior do que isso é perceber que quando o resultado da luta é favorável à zebra em que você não apostou é sua cara que vai ao chão, principalmente quando as listras da tal zebra são pintadas por um ínfimo agitar de varinhas, num simples Plin-plin!!!

 

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s