Lei da Palmada: O que a Lei determina e o que a Prática Fala.

      Image

 

     

Minha visão para o debate é bastante incipiente talvez, logo que não tenho filhos e nem a pretensão de te-los, e acredito que quando temos um distanciamento tal acerca de uma questão é doravante difícil abordá-la com a proximidade necessária para entendermos os processos que a permeiam. Por exemplo, na minha opinião, quem só namora ou é noivo, mesmo vivendo um longo tempo de relacionamento, não pode vir a falar de “casamento”…tal tentativa a meu ver é estar num meio entre dois extremos.

 

Pois bem, irei abordar a temática como Assistente Social e como cidadão que sou. A Lei 7672 /2010, nomeada como Lei Bernardo mas muito conhecida como Lei da Palmada, na minha opinião não passa de uma medida compulsória (algo feito para compelir) os pais, responsáveis e até cidadãos da sociedade civil a não cometer castigos físicos no que diz respeito ao trato com crianças. Eu mesmo apanhei bastante de minha mãe, e ainda assim não consigo me ver batendo em uma criança, por mais que não consiga dizer que minha mãe foi equivocada na forma de me educar e de educar minhas irmãs. Faço minha parte e dentro do planejamento familiar que prezo não tenho filhos, e adoto esta medida muito mais por não me achar emancipado para tal do que para não castigá-los. Não recrimino quem o faça, novamente corroboro que “é difícil opinar neste âmbito  sem ser responsável em vias de fato” mas acredito que quem o faz de forma a educar só reproduz o que lhe foi passado mesmo que inconscientemente, o que pode fazer com que a criança naturalize isso e venha a fazer o mesmo com o colega da escola e até mesmo com “os próprios pais”.

 

Daí você leitor diz “Ahhhh se levantar a mão para mim leva uma bordoada!!” Se a conduta for esta, o que dizer? Mas um dia você vai ser velho e não vai aguentar dar a tal bordoada num marmanjo o mesmo sempre que se envolver em brigas (seja ele homem ou mulher) ao invés de tomar uma atitude mais pacata irá revidar com o que? Com aquilo que ele sempre levou e sempre naturalizou desde criança…bordoada!!! E quem garante que ele será depois de agredir alguém que porventura pode estar armado? Esta é a reflexão de alguém que não tem filhos, mas que acredita que todo condicionamento e mesmo o meio sócio-ambiental pode desconstruir bons e maus ensinamentos!! É possível se educar sem agressão!!

 

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s