E quem são os pensadores contemporâneos?

Image

Em meio a toda esta polémica envolvendo o fato da cantora Valesca ser mencionada como “pensadora contemporânea” numa questão de prova e toda a repercussão do ato em si, acredito ser honesto da minha parte colocar minha singela opinião acerca desta temática.

Os que me conhecem sabem que não sou nem um pouco eclético quando o assunto é música. Curto Rock desde criança e apesar de ter amadurecido bastante meus conceitos à ponto de entender que a música está contida dentro da formação cultural do indivíduo, não vou me render ao funk ou quaisquer pagodes e sambas comerciais e de um completo vazio existencial. Estando eu imbuído no mercado literário como consumidor e sendo também escritor me considero um artista. Passo minutos e até horas de meus dias dentro de pensamentos, leituras e releituras que me propiciem criar meus contos e quem sabe levar os possíveis leitores a ter seus momentos de diversão ou mesmo críticas. Tenho consciência de que escrevo não só para minha satisfação pessoal, mas para poder deixar minhas impressões acerca do mundo, por vezes, injusto que cerca a mim e às pessoas com as quais compartilho minhas vivências cotidianas.

Alguns acham que o elaborador da  questão agiu com um determinado grau de ironia, outros acham que não. Embora tenha chegado a meu conhecimento que o mesmo tem dado entrevistas em veículos midiáticos e afins, não sei absolutamente nada acerca da intencionalidade de seus atos. Contudo, penso que: A vida de um artista realmente não é fácil. Assim como minha rotina de pensar no que escrever, tenho certeza de que a Valesca pensa no que vai cantar e se não compõe suas letras ela irá pagar a alguém que o faça com o dinheiro de seu trabalho. Penso que por mais esdrúxulas que algumas de suas canções possam ser, elas tem alguma intencionalidade e transmitem algo que dentro de várias formas de interpretação, assim como uma questão de prova, podem levar os indivíduos a pensarem e principalmente questionarem a sociedade anacrônica que estamos vivendo. Acredito ainda que, muito embora eu não seja um fã da Valesca Popozuda, devo dar a ela o respeito por ser quem ela é, cantar o que canta e viver da dignidade do seu trabalho, principalmente sendo ela uma artista. Bem sei o que é ser explorado por uma editora por exemplo, e acredito que o mesmo se dê no mercado fonográfico, portanto um “beijinho no ombro dos recalcados” pois ela está onde está por seus méritos, que devem ser muitos frente a dificuldade que artistas em geral tem para  emergir no Brasil.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s